Métodos e Treinamentos

Postado 03/09/2018 por Redação Flow

Treinamento pliométrico O treinamento pliométrico é de extrema importância para o futebol. Porém, antes de trabalhos específicos como esse, é necessário um período de adaptação, uma vez que esse tipo de treino exige um grande componente neuromuscular que ao ser negligenciado pode aumentar significativamente o risco de lesões. Venha treinar conosco e viver essa incrível […]

Treinamento pliométrico

O treinamento pliométrico é de extrema importância para o futebol. Porém, antes de trabalhos específicos como esse, é necessário um período de adaptação, uma vez que esse tipo de treino exige um grande componente neuromuscular que ao ser negligenciado pode aumentar significativamente o risco de lesões. Venha treinar conosco e viver essa incrível experiência.

 

Anti – rotação

O exercício anti-rotação ou Palof Press é uma excelente estratégia para fortalecer a musculatura oblíqua e transversa abdominal, inclusive no treinamento para idosos. Isso porque o ganho de força dessas musculaturas melhora o equilíbrio, diminuindo o risco de quedas.

 

Sistema nervoso

Quando o sistema nervoso central envia o estímulo para a execução de um movimento, ele não recruta somente um músculo, mas sim um grupo de músculos que de forma sinérgica e coordenada executa a tarefa. Dessa forma, o treinamento integrado se mostra uma excelente estratégia visto que a maioria dos seus exercícios trabalham múltiplas articulações e grandes grupamentos musculares através de movimentos que integram o corpo como um todo.

 

A coordenação

A coordenação é importante para o desenvolvimento de inúmeras atividades porque melhora, inclusive, a velocidade nos movimentos.

 

Treinamento de força

O treinamento de força é seguro e recomendado para crianças e adolescentes, desde que seja prescrito corretamente e supervisionado por um profissional qualificado

 

Exercícios são ótimos para diminuir o estresse.

Dores no corpo, dores de cabeça, angústia, ansiedade e o distúrbio do sono são algumas consequências do estresse. A prática de exercícios físicos regulares são uma ótima alternativa para sanar esses sintomas, melhorando a qualidade de vida do indivíduo.

 

 

O método *Bi-set*

é muito utilizado e de extrema importância para intensificar um programa de treinamento físico. Consiste em realizar um determinado exercício e logo em seguida (sem intervalo de descanso) fazer o outro. Dessa forma, o músculo recebe um estímulo mais intenso, bem como uma fadiga concêntrica momentânea que também pode estar presente a depender do volume e intensidade imposto ao exercício.

 

O método Tabata

exige muito do sistema cardiorrespiratório e, por isso, o check-up completo é de extrema importância para evitar riscos. Gestantes, cardíacos e indivíduos com lesão musculoesquelética que gere alguma restrição de movimento, estão entre os que demandam uma atenção especial e, muitas vezes, a prescrição do protocolo não é indicada.

 

Levantamento de terra

Exercício multiarticular que trabalha a musculatura de membros inferiores enfatizando o glúteo máximo e isquiossurais (músculos da coxa), porém com grande trabalhos dos paravertebrais e abdominais, garantindo excelentes estímulos para hipertrofia muscular. Apesar das grandes cargas levantadas, caso a pessoa não possua nenhuma lesão em quadril ou coluna, o exercício pode ser realizado com uma co-contração do CORE (músculos profundos da região abdominal, lombar e pélvica), garantindo segurança na sua realização. No entanto, se a pessoa sofrer com dor lombar, hérnia de disco ou discopatias, o exercício pode ser contra-indicado até o aluno obter uma força de paravertebrais e abdominais suficientes para proteger a coluna, evitando o aumento das forças compressivas

O método TABATA foi criado em 1996 pelo médico Izumi Tabata e consiste em realizar 8 séries de 20 segundos intensos de exercício (corrida, bike ou treinos de força) alternando com 10 segundos de descanso, totalizando 4 minutos de trabalho. Um dos principais benefícios desse protocolo é melhora na capacidade aeróbia e anaeróbia do indivíduo, além de induzir à queima de gordura devido ao aumento significativo do metabolismo durante e após a sessão.

 

Porque devo treinar com regularidade no inverno?

Durante esse período o corpo precisa de mais energia para se manter aquecido. Com isso, o metabolismo aumenta, e esse aumento pode ser um grande aliado na busca pelo emagrecimento. Como isso acontece? O exercício físico auxilia no aumento no metabolismo basal e estimula diversas vias de oxidação de gordura. Os efeitos fisiológicos provocados pelo exercício associados ao aumento “extra” do gasto calórico podem potencializar e auxiliar de forma mais eficiente na eliminação da tão indesejada gordurinha acumulada. Se você já faz atividade física, mantenha-se regular e caso não tenha começado, inicie e aproveite os benefícios que pode conseguir nesse período. Porém, muito cuidado: no inverno o aumento do gasto calórico promovido pelas baixas temperaturas está associado à vontade excessiva de consumir alimentos calóricos. Exercícios regulares devem estar atrelados à uma nutrição balanceada e adequada para evitar o acumulo de gordura. Então, vamos treinar e comer bem!

 

O kettlebell:

O kettlebell é uma bola de peso com uma alça e uma das principais ferramentas utilizadas na nossa metodologia. Ele pode ser usado para diversos objetivos, entre eles aumento de massa magra e melhora da força e resistência.

 

O agachamento:

O agachamento é um exercício multiarticular com grande ativação de extensores de joelho (quadríceps) e extensores de quadril (glúteo máximo), também aciona panturrilhas, abdominais e paravertebrais gerando estímulos hipertróficos. Apesar de ser um exercício completo, não é toda pessoa que pode agachar. Portadores de disfunções de joelho, quadril e coluna podem necessitar de ajustes ou adaptações nas angulações do exercício para facilitar sua execução. Déficits de mobilidade, encurtamentos e variações anatômicas podem dificultar ou até mesmo impedir sua execução. No entanto, quando bem realizado, o agachamento é uma excelente ferramenta para treinos das mais variadas populações podendo ser utilizado com finalidades reabilitativas até visando potência, força e hipertrofia muscular.

 

Balança ela poder sua inimiga?

Quando você pensa em emagrecimento, a diminuição do peso em números é o que vem à cabeça primeiro, não é?
Sabia que nem sempre essa associação pode ser levada em consideração? Nas primeiras semanas de uma dieta associada à prática de atividade e/ou exercício físico regular, pode ocorrer a diminuição excessiva do peso devido às alterações fisiológicas e morfológicas causadas por essas práticas (adaptações neurais e metabolismo basal). Após esse período o organismo passa por uma adaptação e a mudança do plano alimentar, dos treinamentos e as alterações morfológicas (perda de gordura e desenvolvimento da massa muscular) começarão a acontecer de forma mais significativa. Dessa forma, o peso em números poderá estabilizar, ainda que seja perceptível a mudança nas medidas antropométricas.
Esse é momento em que o profissional deve explicar ao aluno (a) que isso acontece devido à utilização da gordura como fonte de energia, a medida que a massa magra será “construída”. Por conta da sua densidade, o músculo ocupa menos espaço no corpo do que a gordura, o que explica a manutenção do peso e mudança nas medidas. Portanto, se você mantém o peso mas suas medidas e/ou morfologia têm melhorado (certifique-se disso com avaliação física ou bioimpedância), você está evoluindo muito bem porque sua taxa metabólica basal certamente está elevada e sua saúde cada vez melhor.

Fórmula mágica para emagrecer? Não existe! Uma alimentação saudável e equilibrada, associada a uma atividade física são fundamentais para o seu objetivo.

 

Exercícios abdominais.

Exercícios conhecidos como crunch, reto abdominal, abdominal reto ou flexão de tronco são excelentes para trabalhar e hipertrofiar o reto abdominal, músculo mais superficial da parede abdominal. Ativa em menor proporção os oblíquos o que torna necessário exercícios de flexão com rotação de tronco para complementar o trabalho dessa musculatura. Além do fortalecimento, esse exercício também aumenta a resistência dessa musculatura o que a torna mais rígida auxiliando na estabilidade e proteção da coluna vertebral. Exercícios em pé também são excelentes para trabalhar essa musculatura pois simulam atividades do dia-a-dia auxiliando também na consciência corporal do aluno.

 

Mobilidade articular

Tomando como ponto de partida a sua definição, significa a capacidade de mover ou ser movido facilmente. A mobilidade é importante porque quanto mais as amplitudes puderem ser exploradas de forma adequada, maiores serão os benefícios para o indivíduo e, junto com a flexibilidade, os treinamentos se tornarão mais eficientes, as restrições poderão ser diminuídas e consequentemente os grupamentos musculares melhor explorados no que diz respeito à força e hipertrofia, além de preservar as estruturas das respectivas articulações exigidas durante os exercícios.

Benefícios do método flow:

A consciência corporal, descobrir as possibilidades de movimento, é o principal benefício porque estamos acostumados aos aparelhos e desconhecemos as formas como nosso corpo pode se movimentar. Para perda de peso, ganho de força e hipertrofia é uma excelente estratégia.